segunda-feira, 21 de novembro de 2016

URGENTE – Polícia da Paraíba prende os outros dois envolvidos na morte de Vivianny Crisley em operação especial no RJ



                                        

De acordo com informações do secretário estadual de segurança pública, Cláudio Lima, os outros dois acusados de participar da morte da jovem Vivianny Crisley foram detidos na manhã desta segunda feira graças a uma operação especial da Polícia Militar da Paraíba.
Infiltrada no Rio de Janeiro, a PMPB conseguiu prender Jobson Barbosa da Silva Junior e Fagner das Chagas Silva (Bebé), que estavam foragidos no morro do Acari, Rio de Janeiro.
O terceiro acusado do crime, Alex Aurélio Tomás dos Santos, foi preso em Campina Grande no dia 04 deste mês. Através dele a polícia chegou até os outros acusados que devem ser transferidos para a capital paraibana.
O crime, que chocou a Paraíba, teve seu desfecho a partir do encontro do corpo da jovem, que havia desaparecido após ir a uma festa. Entenda o caso:
Corpo encontrado
A polícia civil encontrou um corpo, entre as cidades de Santa Rita e Bayeux. O corpo estava em estado e ‘esqueletização’, queimado e com a cabeça e membros separados do corpo. Após exame, foi confirmando que o corpo é da jovem Vivianny.
Desaparecimento
O delegado Marcos diz que de acordo com uma amiga da vítima, que colaborou com as investigações, Vivianny não conhecia nenhum dos acusados que se encontravam na mesa ao lado na noite do ocorrido.
A amiga teria chamado Vivianny para ir embora, mas a jovem resolveu ficar, logo em seguida saiu com os três rapazes.
Segundo depoimento de Alex eles entraram no carro e teriam seguido para o município de Santa Rita. Alex teria pedido para o deixarem em casa, e de acordo com seu depoimento, Bebé e Juninho seguiram com Vivianny dentro do carro.
Assassinato
Ainda de acordo com a versão de Alex, um tempo depois, Bebé e Juninho voltaram, sujos de sangue, pedindo guarida e afirmando que teriam acabado de matar a jovem por ela estar gritando muito querendo ir para casa. O delegado ressaltou que essa é a versão de um dos acusados e vai  continuar trabalhando para elucidar o caso.
Acusados
Alex possui uma condenação por roubo e um dos outros envolvidos pelo assassinato responde a um processo na justiça por estupro de vulnerável. Após o  crime os dois foragidos se mudaram para a cidade de Campina Grande. Alex foi capturado em Campina e os outros dois envolvidos conseguiram fugir para o RJ.

Créditos: Polêmica Paraíba

Um comentário:

vital pontes disse...

Não acredito que foi ideia desse portal EXCLUIR A nitidez dos rostos desses marginais que todo o Brasil já viu...estariam vcs preservando quem? Posicionem-se !!!!!!