sexta-feira, 23 de dezembro de 2016

Ricardo inaugura reforma do Teatro Santa Roza e destaca importância do patrimônio cultural



                                           

O governador Ricardo Coutinho inaugurou, nessa quinta-feira (22), a reforma do Teatro Santa Roza, em João Pessoa, que recebeu intervenções em todo o prédio e contou com investimento de cerca de R$ 4,5 milhões.Ao total, a área de recuperação no teatro é de 2.243,22m². O Teatro Santa Roza é o quinto mais antigo do Brasil e patrimônio material do Estado.
Durante a solenidade, cinco artistas ligados ao cenário cultural paraibano receberam o Troféu Pedra Bonita pela contribuição à cultura. A vice-governadora, Lígia Feliciano, o deputado federal, Damião Feliciano, auxiliares do Governo, além de deputados estaduais, vereadores, artistas e representantes do segmento cultural participaram da solenidade.
Na ocasião, o governador Ricardo Coutinho enfatizou a importância do Teatro Santa Roza como ícone da cultura paraibana. “Essa é a principal casa de cultura do Estado e estou muito feliz em reinaugurar essa obra que faz parte da história da Paraíba. Este Teatro tem 127 anos, sendo o quinto mais antigo do país e palco de momentos importantes para o nosso Estado. O nosso Governo é o quinto que faz investimentos nesse teatro e essa inauguração traz um sentimento diferente porque lembro que, por este espaço, passaram muitos artistas e espetáculos e isso traz boas lembranças. Fizemos uma grande reforma no Santa Roza para que este belo teatro pudesse ser entregue novamente à cultura paraibana”, lembrou o governador.
“Vejo com muita alegria esta obra que trouxe vida nova a esta joia da cultura. Chego a me emocionar porque lembro de tantos espetáculos que assisti aqui. Agora o Santa Roza está renovado. Este é um grande presente de Natal para os paraibanos”, destacou a vice-governadora, Lígia Feliciano.
O Santa Roza foi inaugurado em 3 de novembro de 1889 e é um local tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional e pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico do Estado da Paraíba (Iphaep). “O Teatro estava com a estrutura muito danificada, porque fazia bastante tempo que ele não passava por uma reforma, então tivemos que fazer intervenções em todo o ambiente, desde a parte física até sonorização e iluminação, por exemplo. Foi um trabalho detalhado, com o auxílio do Iphaep, já que é um local tombado pelo patrimônio histórico e como podemos notar esta reforma, que teve investimentos na ordem de R$ 4,5 milhões, deixou o Teatro renovado e preparado para receber artistas e grandes espetáculos”, observou a diretora-superintendente de Obras do Plano de Desenvolvimento do Estado (Suplan), Simone Guimarães.
O Teatro possui 427 assentos, sendo 224 dispostos nos camarotes dos dois pavimentos, 194 no térreo, três para deficientes físicos, três para obesos e três no camarote do governador do Estado. De acordo com a diretora do Teatro Santa Roza, Adriana Pio, o local oferece qualidade e comodidade ao público. “Ver este teatro reformado é uma emoção que se renova, porque trabalho há muitos anos com cultura e sei que esse local é uma obra-prima do país em termos de patrimônio material. É muito gratificante fazer parte da renovação do Santa Roza que foi palco para muitos artistas locais e nacionais. Hoje este espaço está reiniciando o processo de atividades artísticas oferecendo a melhor estrutura ao público”, ressaltou Adriana.
Homenagens - Durante a solenidade, cinco artistas foram homenageados com o Troféu Pedra Bonita em reconhecimento pela contribuição ao desenvolvimento da cultura paraibana e nacional. São eles: o artista plástico Flávio Tavares, o ícone da dança José Enoch, a escritora Maria Valéria Rezende, o artista Pedro Osmar e a atriz Zezita Matos. “Estou muito emocionado e, ao mesmo tempo, agradecido por esta bela homenagem que a Paraíba me proporciona. O teatro faz parte da minha vida e fico muito feliz em ver o Santa Roza tão lindo e renovado”, falou Flávio Tavares.
“Estamos na casa que nos acolheu há 40 anos e nos causa um sentimento de alegria saber que esse Teatro está sendo reaberto para a comunidade. Desenvolvemos uma série de projetos na área da cultura que possibilitou chegar a alguns bairros de João Pessoa, a exemplo do Musiclube, Fala Bairros, Movimentos dos escritores independentes, enfim é esse passado da cultura local que remete a cultura de hoje. Dedico este prêmio à facção cultural brasileira que é forte e resistente. Muito obrigado”, comemorou o homenageado Pedro Osmar.
A atriz Zezita Matos também foi homenageada e afirmou que a alegria pelo momento é indescritível. “Aqui eu me apresentei e ainda fui diretora deste Teatro. Fico muito feliz em receber essa homenagem porque o teatro e a arte representam minha vida. Me dedico há mais de 50 anos a arte de representar. Muito obrigado por lembrarem do meu nome para receber esse troféu”, agradeceu.
O Teatro Santa Roza também abriu espaço para homenagear ator paraibano Adeilton Pereira, conhecido pela personagem Biuzinha, que morreu este ano. O também ator, Alessandro Tchê, agradeceu a homenagem em nome dos familiares, amigos e fãs de Aldeilton. “Esse é um momento de muita emoção. Adeilton Pereira se tornou um ícone do humor e fez muitas pessoas entrarem neste teatro e saírem com um sorriso enorme no rosto. A eterna Biuzinha do Pastoril Profano fez história no teatro, na televisão, no circo e ensinou a importância de termos respeito pela arte cênica. Esta placa em homenagem a Adeilton Pereira é muito merecida e nos deixa gratos. Os artistas, fãs e amigos agradecem a sensibilidade e o carinho do Governo do Estado a esse grande artista”, comentou.

Fonte: paraiba.pb.gov.br
Fotos:  Secom-PB/ Fco França



                                         

Em Barra de Santa Rosa, dupla armada assalta correspondente bancário e foge com quase R$ 20 mil em espécie




                                      

Um dia depois da explosão dos caixas eletrônicos dentro da sede do Detran, em João Pessoa, agora foi a vez do correspondente bancário, localizado no município de Barra de Santa Rosa, no Agreste paraibano, virar alvo da ação dos criminosos. O estabelecimento foi assaltado na tarde de ontem, quinta-feira (22) e teve R$ 19.331,29 roubados

Segundo o Centro Integrado de Operações Policiais (Ciop), dois homens armados renderam funcionários e cometeram o crime.

Os suspeitos, para dificultar a identificação deles, entraram no local usando capacete e casacos pretos realizaram o assalto.

Os homens fugiram em uma motocicleta de cor preta levando o dinheiro. A Polícia Militar foi até o local e orientou o dono do correspondente bancário a fazer um boletim de ocorrência. Mesmo após buscas, nenhum suspeito foi preso.

A polícia pede alerta redobrado dos comerciantes neste final de ano.

Fonte: PB agora



                                      

Paraibano morre após tentativa de assalto a ônibus no Paraná




                                          

Uma pessoa morreu e 26 ficaram feridas depois que um ônibus de turismo tombou, na madrugada desta quinta-feira (22), durante uma tentativa de assalto em Cianorte, no noroeste do Paraná. O ônibus, com placas de Hortolândia-SP, seguia para Foz do Iguaçu quando foi abordado por ocupantes de dois carros, na PR-082, próximo à entrada de Cianorte.
A vítima fatal seria o paraibano Antonio Anísio Neto, mais conhecido por Tonho, natural de Catolé do Rocha. Ele era morador de São Paulo, Capital, e faria compras em Foz do Iguaçu.
Segundo relato dos passageiros, os homens mandaram o motorista do ônibus parar, mas ele conseguiu acelerar e fugir. Neste momento, os passageiros avisaram a polícia.
Ainda segundo os passageiros, os bandidos chegaram a atirar contra o veículo.
Enquando fugia dos homens, o motorista do ônibus não conseguiu frear em um trevo, e o veículo tombou.
A polícia chegou a armar um cerco próximo à Terra Boa, também no noroeste, mas os assaltantes conseguiram fugir.
Treze pessoas foram encaminhados para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) com ferimentos leves e já foram liberadas. Outros treze feridos, que inspiram mais cuidados, foram levadas para dois hospitais de Cianorte.
Fonte: MaisPB om G1

Solange Almeida anuncia saída do Aviões do Forró para seguir carreira solo




                                        
Solange Almeida ficou no grupo durante 14 anos  (Foto: Ive Rylo/G1 AM)

A cantora Solange Almeida, de 42 anos, anunciou, na noite desta quinta-feira (22), que vai deixar a banda Aviões do Forró em fevereiro. A informação foi confirmada pela assessoria da banda em um vídeo (veja no fim da reportagem) publicados nas mídias sociais da do grupo.
Por meio de comunicado oficial, a cantora disse que planejava há três anos seguir em carreira solo. O Aviões do Forró segue sob a liderança do atual cantor Xand Avião. Em 2016, o grupo completou 14 anos de existência.
“Está confirmada a carreira solo da cantora Solange Almeida, após 14 anos à frente do Aviões do Forró ao lado do parceiro Xand”, diz o comunicado. “A artista pretende se dedicar à carreira, família e a outros projetos pessoais. Em respeito aos sócios, empresários, Xand e fãs, sua saída foi adiada durante três anos e aconteceu de forma amigável”.
De acordo com “Xand”, a cantora deve continuar ao seu lado no grupo até o carnaval de 2017, quando ela realizará o último show com o Aviões. Na Paraíba, a banda fará seus últimos shows na Festa da Luz, em Guarabira, e no Forrock, em João Pessoa.
“Foi uma história linda, em que vocês foram protagonistas. Obrigado a todos os fãs por todo esse amor durante todo esse tempo. Eu tinha esse sonho a realizar, vou realizar se Deus quiser. Mas xandi vai ficar no Aviões, disse Solange na publicação.
A cantora vai gravar seu primeiro DVD solo “Sentimento de Mulher” no dia 8 de fevereiro no Citibank Hall, em São Paulo. A  primeira música de trabalho, intitulada “Duas e 23”, já foi lançada de forma acústica na internet.
Leia íntegra do comunicado
“Está confirmada a carreira solo da cantora Solange Almeida, após 14 anos a frente do Aviões do Forró ao lado do parceiro Xand. A artista pretende se dedicar a carreira, família e a outros projetos pessoais.
Em respeito aos sócios, empresários, Xand e fãs, sua saída foi adiada durante três anos e aconteceu de forma amigável. A artista cumprirá toda a agenda com o Aviões até o carnaval.
A cantora gravará o seu primeiro DVD solo dia 08 de fevereiro, no Citibank Hall em São Paulo. A primeira música de trabalho, intitulada ‘Duas e 23’ já foi lançada de forma acústica na internet”.
  • Fonte: portalmidia.net

UEPB admite atraso no pagamento de 13º salário



                                       

UEPB admite atraso no pagamento de 13º salário, mas culpa contingenciamento de verbas



O 13º salário dos professores da Universidade Estadual da Paraíba - UEPB não foi pago dentro do prazo legal, dia 20 de dezembro, devido aos contingenciamentos que o Governo do Estado vem realizando na verba prevista para ser repassada mensalmente a instituição. A afirmação está na resposta à cobrança da Associação dos Docentes – ADUEPB à Reitoria da instituição de uma solução para o atraso.


O pagamento do 13º salário, segundo informações que constam na resposta da Reitoria, assinada pelo procurador geral da UEPB, Ebenezer Pernambucano, poderá ocorrerá até o final dessa semana já que a universidade estaria “em permanente diálogo com o Governo do Estado, na busca de solução de mais esse problema, tendo recebido sinais claros, por parte das autoridades, de que, até o final dessa semana, tudo estará resolvido”.


Entre os esclarecimentos apresentados pelo procurador, está a informação que ao invés de receber R$ 25.503,840 mensalmente do Governo do Estado, dentro do previsto no orçamento aprovado para este ano pela Assembleia Legislativa (R$306.046,080), a UEPB vem recebendo apenas R$ 24.220.000, o que neste ano representará um acumulado este ano de R$ 39.732,337,84. Este valor seria utilizado para o pagamento do 13º salário dos técnicos administrativos e dos professores, a folha salarial de dezembro, além da manutenção e investimentos da instituição. A Reitoria da UEPB também revelou que já solicitou ao Governo do Estado uma suplementação de R$ 8 milhões para cobrir o pagamento do 13º salário.


O procurador da UEPB também esclarece que deste o início ao ano a universidade vem solicitando do Governo do Estado recursos para a emissão de empenho e pagamento das contribuições previdenciárias patronais relativas à PBPREV e o pagamento do 13º salário.


Caso o Governo do Estado não repasse à Reitoria da Universidade os recursos necessários para o pagamento do 13º dos professores, a responsabilidade será exclusivamente do Governo, conforme prevê, segundo a Reitoria, a lei estadual Nº 7.643/2004.


As informações da Reitoria foram obtidas pela ADUEPB através de uma notificação extrajudicial entregue hoje pela manhã. A diretoria do sindicato e sua assessoria jurídica avaliarão a partir de agora as ações necessárias para assegurar o mais rapidamente possível a realização do pagamento do 13º salário.




Fonte: PB agora