quinta-feira, 8 de dezembro de 2016

“Novo Cangaço” volta a agir e explode bancos e Correios ao mesmo tempo na Paraíba

De acordo com a Polícia Militar da cidade, usando duas caminhonetes lotadas de material, o bando se dividiu e explodiu as agências do Banco do Brasil, Bradesco e Correios e Telégrafos, por volta das 3h20, em Alagoa Grande


                                                    
Banco foi explidido em Alagoa Garnde
Reprodução/ Blog do Rildo

Um grupo de assaltantes de bancos que se autodenomina "Novo Cangaço" voltou a agir na madrugada desta quinta-feira (8) na Paraíba e explodiu dois bancos e agência dos Correios e Telégrafos da cidade de Alagoa Grande, no Agreste do estado, a 103 km de João Pessoa, provocando pânico na população. Os estabelecimentos ficam a poucos metros do destacamento da Polícia Militar, cadeia pública e delegacia.

De acordo com a Polícia Militar da cidade, usando duas caminhonetes lotadas de material, o bando se dividiu e explodiu as agências do Banco do Brasil, Bradesco e Correios e Telégrafos, por volta das 3h20. Os criminosos usaram como reféns pessoas, que viraram "escudo humano" contra possível reação da polícia.
O grupo conseguiu explodir os caixas eletrônicos das agências bancárias e o cofre dos correios. A Polícia Militar disse que os assaltantes conseguiram roubar o dinheiro. Notas manchadas com tintas vermelhas foram encontradas entre os escombros.
Áudios circulam nas redes sociais mostram que os criminosos efetuaram vários tiros pelas ruas da cidade, amedrontando os moradores. Cápsulas de armamento pesado foram achadas e grampos encontrados em várias partes.
A PM disse que os assaltantes fugiram pela zona rural da cidade. Dois carros foram encontrados queimados em um sítio do município de Massaranduba, que fica a 31 km de Alagoa Grande. Até a publicação da reportagem nenhum dos suspeitos tinha sido preso.

                                                  
Reprodução/ Blog do Rildo

Reprodução/ Blog do Rildo

Reprodução/ Blog do Rildo

Fonte: portal correio

Nenhum comentário: