sábado, 10 de dezembro de 2016

Benjamin responde Anísio Maia sobre bancada paraibana: 'não aceita o fato de ter perdido o poder'




                                      

O coordenador da bancada federal, o deputado Benjamin Maranhão (SD), lamentou as críticas a reunião dos parlamentares paraibanos com o presidente da República, Michel Temer (PMDB) na última quinta-feira (8). Ele lembrou que o encontro serviu para expor a situação critica do Estado, conseguir ações emergências contra a seca para todo o estado, recursos para minimizar os efeitos da crise hídrica em Campina Grande, além de reivindicar o início das obras do terceiro eixo de entrada de água da transposição do Rio São Francisco na Paraíba. "As críticas vieram de falta de informação ou má-fé", destacou. 

De acordo com Benjamin, certamente o responsável pelas críticas não deve ter acompanhado o noticiário e se informado da pauta e das ações conquistadas na reunião da bancada com o presidente. "O problema de grande parte dos petistas é que não aceita o fato de ter perdido o poder, e perderam por desonestidade, corrupção, deslealdade com o povo. Então, tentam desqualificar qualquer iniciativa que venha do atual governo. O parlamentar tem uma postura desagregadora e ao invés de unir forças ou atuar de forma mais efetiva, quer ganhar holofotes criticando tudo e todos ", comentou. 

Para o deputado, é preciso destacar a união da bancada federal, que deixou cores partidárias de lado e luta pelos interesses dos paraibanos. "Queremos o melhor para a Paraíba e não nos envolvemos em picuinhas políticas. Vivemos a pior seca dos últimos 80 anos e não podemos ficar com o jogo do quanto pior melhor, precisamos unir forças para lutar por mais recursos e obras estruturantes", disse. 

Entenda - O deputado estadual Anísio Maia (PT) afirmou que os parlamentares paraibanos humilharam nosso estado ao pedirem e comemorarem algumas migalhas para um problema tão complexo quanto à seca. “De uma bancada que não se dá ao respeito podemos esperar de tudo. Está provado que quando fazem alguma cobrança ao governo federal é apenas jogo de cena para a opinião pública. Eles não falam alto com Temer para não arriscar seus cargos.”
Os deputados federais e senadores entregaram uma carta ao presidente com o título “A Paraíba pede socorro”, com versos de Patativa do Assaré na abertura e com um forte teor dramático pedindo ajuda para o enfrentamento da seca. Além dos R$ 7 milhões, o presidente Temer prometeu celeridade na transposição do Rio São Francisco, obra dos governos petistas.
“Como se justifica receber uma esmola de R$ 7 milhões para um problema tão sério e complexo como a seca e ainda saírem satisfeitos e agradecidos da reunião? Esta falta de altivez humilha nosso povo. A Paraíba não precisa de esmolas e nem de representantes como estes que só nos envergonham”, concluiu.

Assessoria 
Fonte: http://www.paraiba.com.br/

Nenhum comentário: