segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

Benjamin Maranhão não acredita que delação da Odebrecht provocará ‘queda’ de Temer

Para o coordenador da bancada federal da Paraíba é preciso ter provas contundentes para afastar um presidente.



                                                  


O coordenador da bancada federal da Paraíba, Benjamin Maranhão (SD), não acredita que o presidente Michel Temer (PMDB) corra o risco de perder o mandato por conta da citação do peemedebista na delação da Odebrecht.
“Eu não acredito que o governo cairá por conta da delação. Isso não seria bom para o país. Teria que ter provas contundentes para isso. O impeachment da ex-presidente Dilma demorou mais de um ano”, observou.
Para o parlamentar, o caso de Dilma Rousseff (PT) não tem semelhanças com o de Michel Temer.
“A questão da presidente Dilma, além de todas as denúncias, havia um material rico de detalhes vindo do mensalão e da Lava Jato, ela também havia perdido completamente a governabilidade. Não havia propostas de reformas que o Brasil precisava”, argumentou.
Segundo Benjamin Maranhão, o resultado da pesquisa Datafolha  dando conta de que 63% dos entrevistados defendem a renúncia de Temer ainda este ano é resultado da crise econômica.
“A crise é difícil de ser resolvida. As pessoas anseiam por mudanças porque estão sentindo no bolso e elas têm o direito de estarem insatisfeitas. Eu acho que temos que votar o limite dos gastos públicos e tem que ser feita alguma coisa na previdência”, falou.

Fonte: http://www.blogdogordinho.com.br/

Nenhum comentário: